Casal é preso vendendo motos roubadas pelo Facebook em Alagoinhas

Casal é preso vendendo motos roubadas pelo Facebook em Alagoinhas

Outros dois suspeitos, responsáveis pelos roubos dos veículos, estão sendo procurados

Um casal foi preso suspeito de comercializar motos roubadas através do Facebook, em Alagoinhas. O corretor Antônio Braz Damasceno Neto, de 55 anos, e a técnica de enfermagem Elai Tuiani Santos Silva, 26, foram presos por investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) do município.

Cinco motocicletas roubadas foram recuperadas. As prisões foram aconteceram na segunda-feira (27).

Segundo a assessoria da Polícia Civil, os investigadores estavam monitorando o casal há dois meses. Antônio e Elai foram presos tentando revender as motos de 50 cilindradas, por meio de uma conta no Facebook denominada Alagoinhas Vendas.

O casal contava com a ajuda de dois comparsas, responsáveis pelo roubo das motocicletas. A assessoria informou que eles foram identificados, mas não tiveram os nomes divulgados. Os dois estão sendo procurados pela polícia.

Duas das cinco motos apreendidas apresentavam rasuras na numeração do chassi. As outras serão devolvidas aos proprietários. Antônio e Elai foram autuados em flagrante por receptação e formação de quadrilha. Eles foram encaminhados e para a carceragem da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), os investigadores dessa unidade também ajudaram na operação.

 

 

Matéria Original: Correio24h

Homem perde 147 kg e faz vaquinha para pagar cirurgia de remoção de pele

Homem perde 147 kg e faz vaquinha para pagar cirurgia de remoção de pele

Pat Brocco perdeu 147Kg com dieta e exercícios

Famoso nas redes sociais por compartilhar fotos e videos de seu processo de emagrecimento, o americano Pasquale Brocco quer se livrar do excesso de pele após perder 147kg em pouco mais de três anos.

Brocco, que virou inspiração após dar início a uma transformação no modelo de vida ao ser diagnosticado com diabetes e hipertensão, quer arrecadar U$ 25 mil dólares para fazer uma cirurgia plastica. Ele deu início a uma campanha de doações na internet e tem como objetivo se tornar fisiculturista.

O americano criou uma campanha no site de financiamento coletivo GoFundMe. Ele explica no texto que ele foi alertado pelos médicos de que não viveria muito se não mudasse seus hábitos alimentares. Brocco pesava 274 quilos e não praticava atividades físicas.

A cirurgia bariátrica foi apontada como solução, mas o americano decidiu que iria emagrecer apenas com reeducação alimentar e exercícios. Ele tem mais de 47 mil seguidores no Instagram.

“Eu quero levar minha jornada para outro nível e pisar num palco como fisiculturista. Não é simplesmente para me tornar fisiculturista, mas eu percebi que seria uma história completa, que mostraria ao mundo o quão longe você pode ir, que é possível!”, afirma Pat.

 

Matéria Original: Correio24h

Ator de ‘Êta Mundo Bom’ causa climão nos bastidores da novela, afirma jornal

Ator de ‘Êta Mundo Bom’ causa climão nos bastidores da novela, afirma jornal

Além de Sérgio Guizé, outros atores vem causando problemas nos bastidores da novela

Sérgio Guizé vem causando mal estar nos bastidores de ‘Êta Mundo Bom’. O motivo é que o ator não vem querendo ensaiar as suas cenas. As informações são do colunista Léo Dias, para o jornal ‘O Dia’ desta terça-feira (28).

De acordo com Léo Dias, o intérprete de Candinho acha perda de tempo ensaiar e prefere gravar suas cenas de imediato. Além deste, há outro problema rondando o elenco da novela. A atriz Bianca Bin teria parado de falar com outra atriz após errar uma marcação e acertar um tapa na cara da moça durante a gravação.

No começo do ano o colunista havia afirmado que a atriz Camila Queiroz tinha fama de insuportável entre os colegas de elenco.

 

Matéria Original: iBahia.com

Após briga, irmão de Ivete vende cosméticos e afirma não sentir falta dela

Após briga, irmão de Ivete vende cosméticos e afirma não sentir falta dela

Jesus ainda reclamou que, na época das acusações, Ivete não o defendeu

Jesus Sangalo, irmão de Ivete Sangalo, deu uma entrevista para a ‘Câmera Record’, que vai ao ar na próxima quinta-feira (30). Durante o bate-papo, o ex-empresário da cantora falou sobre os boatos de que teria desviado dinheiro da antiga empresa em que trabalhava, a Caco de Telha, que pertencia à baiana.

“Se qualquer pessoa entrar na web, vai encontrar que eu dei um desfalque de alguns milhões reais na empresa que eu era o presidente. E eu não dei. Isso me prejudicou absurdamente. Não só profissionalmente, como psicologicamente. Foi terrível para mim. Terrível!”, afirmou ele, segundo informações do ‘Uol’.

Jesus ainda reclamou que, na época das acusações, Ivete não o defendeu: “existe um poder no microfone que é muito legal para sanar e acabar com dúvidas. Talvez este poder não tenha sido usado”. O ex-empresário, que tem trabalhado com vendas de cosméticos, falou também sobre o fato de não falar mais com Ivete.

“Eu não estava me afastando de qualquer um. Eu estava me afastando da maior estrela do país, que ajudei a chegar onde estava”, disse ele, que, ao ser questionado se sente falta da irmã, respondeu categoricamente: “não”.

 

Matéria Original: iBahia.com

Prestadora de serviço da Codeba mantém funcionários em condições de escravos em Ilhéus

Prestadora de serviço da Codeba mantém funcionários em condições de escravos em Ilhéus

Segundo a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, os funcionários viviam em péssimas condições de higiene

Em uma operação conjunta, auditores fiscais do trabalho e agentes da Polícia Federal encontraram nesta sexta-feira (17) cinco trabalhadores vivendo em condições análogas de escravidão, em Ilhéus, no sul da Bahia. Os homens estavam a serviço da empresa Passo Três, contratada pela Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) para execução de serviços de construção civil.

De acordo com o encarregado da obra, dois trabalhadores vieram do município de Ubatã e dois de Ibirataia. Com exceção dele, os demais trabalhadores não possuem a carteira assinada. Segundo a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE), os funcionários viviam em péssimas condições de higiene.

O órgão informou ainda que os colchões da casa foram comprados pelos próprios trabalhadores e a comida vinha sendo comprada, desde o mês de março, pelo encarregado da obra com o seu próprio dinheiro, totalizando um valor de dois mil reais, sem ressarcimento algum por parte da empresa.

Ainda segundo a Superintendência, os trabalhadores foram levados para o alojamento do Centro de Referência de Assistência Social da Cidade (Cras). O responsável pela empresa Passo Três não foi encontrado e a Codeba afirmou que não tinha conhecimento das condições impróprias em que os trabalhadores estavam submetidos.

Segundo o Auditor Fiscal Daniel Fiuza, os esforços estão sendo feitos para encontrar o empregador a fim de regularizar a situação dos trabalhadores, efetivando a formalização do vínculo empregatício, com a assinatura da carteira de trabalho, o pagamento das verbas rescisórias e o retorno às cidades de origem. Também estão sendo providenciada pelos Auditores Fiscais, a emissão das guias do seguro desemprego para os trabalhadores resgatados.

 

 

 

Matéria OriginalCorreio24h

Taxista é preso com 31 kg de maconha no porta-malas na BR-324

Taxista é preso com 31 kg de maconha no porta-malas na BR-324

Sérgio foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e já foi encaminhado para o sistema prisional

O taxista Sérgio Roberto Nascimento de Souza, o TX, 40 anos, foi preso na sexta-feira (17) transportando 31 kg de maconha, na BR-324, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador.

Uma equipe do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) parou o taxista na saída de Camaçari. A droga foi encontrada no porta-malas do táxi, um Focus prata, embalada em fita adesiva. Os pacotes estavam em sacos plásticos.

Sérgio foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e já foi encaminhado para o sistema prisional.

 

 

 

Matéria OriginalCorreio24h

 

DENÚNCIA CONTRA A DN MOTOS GRAN VITORIA MOTOS CONSÓRCIO CCV DE ITAPETINGA BAHIA:

DENÚNCIA CONTRA A DN MOTOS GRAN VITORIA MOTOS CONSÓRCIO CCV DE ITAPETINGA BAHIA:

JÁ SE PASSARAM 2 ANOS E OITO MESES, E A LENTA JUSTIÇA BRASILEIRA, BAIANA E O JUDICIARIO ITAPETINGUENSE AINDA NÃO DEU O DIREITO PROVADO  AO CONSUMIDOR – HAMILTON JULIO CARDOSO SANTOS. QUE JÁ SE SENTE MAIS QUE LESADO PELA EMPRESA DA QUAL SOFREU UM GOLPE DE CONSSÓRCIO FRAUDULENTO, SE SENTE AINDA MAIS INDIGUINADO COM A DEMORA E O DESCASO DO JUDICIÁRIO DE ITAPETINGA NA BAHIA, COM ESTE CASO DE ABUSO AO CONSUMIDOR…

Assunto:DENÚNCIA CONTRA A DN MOTOS GRAN VITORIA MOTOS DE ITAPETINGA BAHIA: MATRIZ – MONTES CLAROS –MG.
CONSÓRCIO CCV DN MOTOS E GRAN VITÓRIA MOTOS ITAPETINGA BAHIA – GRUPO 724 – COTA 69 .
HAMILTON JULIO CARDOSO SANTOS.

PAGOU E NÃO RECEBEU O BEM PAGO… À ESPERA DA JUSTIÇA DO CONSUMIDOR FAZER-SE VALER.

 

 

 

 

Morre Rubén Aguirre, intérprete do Professor Girafales, aos 82 anos

Morre Rubén Aguirre, intérprete do Professor Girafales, aos 82 anos

A notícia foi dada no Twitter por Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga. ‘Meu professor favorito, descanse em paz’, escreveu ele.

Morreu nesta sexta-feira, 17, aos 82 anos, o ator Rubém Aguirre, conhecido por ter interpretado o Professor Girafales no seriado “Chaves”. A notícia foi dada em primeira mão no Twitter por  Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga, e confirmada por Verônica Aguirre, filha de Rubén, à “CNN”. Segundo ela, o pai morreu em Puerto Vallarta, no estado de Jalisco, no México por complicações de uma pneumonia. Ele será velado em um cemitério local. Aguirre teve alta do hospital na quarta,9, após 11 dias internado com pneumonia Ele também tinha diabetes, controlada com medicamentos, além de cálculos na vesícula e problemas de coluna.

“Meu professor favorito, descanse em paz. Hoje meu grande amigo Ruben Aguirre parte deste mundo. Sentirei muitas saudades”, escreveu Edgar em seu perfil na rede social. Ele também publicou a última foto dos dois juntos. O ator mexicano era casado com Consuelo Aguirre com quem teve sete filhos. Ele tinha completado 82 anos há dois dias.

Aguirre foi internado recentemente com pneumonia e passou 11 dias no hospital. Ele também tinha diabetes, controlada com medicamentos, além de cálculos na vesícula e problemas de coluna.

No final de 2007, o ator e sua mulher sofreram um acidente de carro. Ele teve de abandonar os palcos e passou a usar cadeira de rodas. Já Consuelo perdeu uma das pernas e precisou passar por quatro cirurgias.

‘Não temo a morte, temo estar morrendo’
No mês passado, Aguirre divulgou uma carta em suas redes sociais em que revelava estar muito doente No documento, o ator reivindiocou a assistência médica da Associação Nacional de Atores do México (ANDA). O texto ganhou o título “E agora, quem poderá me defender?”, uma alusão ao bordão do personagem Chapolin, interpretado por Roberto Bolaños, morto em novembro do ano passado.

“Como muitos de vocês sabem, nos últimos tempos meu estado de saúde e de minha esposa se debilitaram (…) É meu desejo fazer a opinião pública conhecer o desinteresse de meu sindicato, ANDA, em cumprir suas obrigações; no caso, prestar efetivamente uma atenção médica digna, à qual temos direito após ter cumprido como associado com minhas cotas”, escreveu Aguirre.

Depois do desabafo público, as dívidas foram pagas pela associação. “Acho que já era tempo de alguém denunciar que a ANDA não estava cumprindo com seu dever. Há duas semanas pagaram tudo, já não devo nada”, comemorou ele. Antes disso, porém, em julho do ano passado,  Aguirre colocou sua casa de veraneio a venda para pagar uma cirurgia da vesícula.

Roberto Gómez Fernández, filho de Roberto Bolaños, o criador de “Chaves”, chegou a se oferecer para pagar a dívida, mas os companheiros de programa não foram tão solícitos. “Nem Carlos (Villagrán, o Quico), nem Maria Antonieta (de las Nieves, a Chiquinha), nem Edgar (Vivar, o Sr. Barriga), nem ninguém se aproximou para me apoiar, mas eu os entendo”, disse Rubén na época.

nternação em 2014
Em agosto de 2014, Rubén foi internado com quadro de desidratação e anemia. Segundo a agência Associated Press, um de seus filhos, Arturo, contou na época que o pai tomava remédios para controlar a diabetes e problemas renais.

Carreira
Rubén nasceu no México e se formou engenheiro agrônomo antes de começar a carreira na televisão. No início, ele trabalhou como ator, locutor, diretor e gerente de produção sendo um dos executivos do Canal 8.

Seu primeiro trabalho com Roberto Gomez Bolaños, o Chaves, foi no final da década de 60 no programa “El Ciudadano Gómez”, o diretor do canal pediu que escolhesse entre as duas funções e Rubén optou pela carreira de ator. Em “Chaves”, ele ganhou destaque como o professor Girafales que sempre levava flores para Dona Florinda e tinha o bordão “Ta, ta, ta, ta, ta” quando se irritava.

Com o fim de “Chaves”, ele seguiu fazendo participações no programa “Chespirito” às vezes como Girafales e outras em esquetes como “Los Caquitos”, em que vivia o amoroso Sargento Refúgio. Ficou até o fim definitivo do programa em 1995.
Rubén também produziu o programa “Aqui esta la Chilindrina”, centrado na personagem Chiquinha do antigo programa.

Ele também era proprietário de um circo chamado “El Circo del Professor Jirafales”, em que também fazia apresentações como o personagem, e chegou a vir ao Brasil para algumas apresentações nos anos 80.

Biografia
Em 2015, Aguirre publicou sua biografia chamada “Después de usted”, em que contava sua história, e registrou sua gratidão a Roberto Bolaños. Em entrevista ao jornal mexicano “Basta”, o ator contou que começou a escrever de próprio punho em março de 2014 e terminou em novembro, pouco antes da morte de Bolaños, a quem dedicou o epílogo.

Rubén também falou na época que alguns trechos sobre María Antonieta de las Nieves, a Chiquinha, quase foram retirados da publicação. “Fiquei tentado a apagar muitas linhas, porque são  fortes. Mas, ao final, deixei-as.” O objetivo de Rubén era dar argumentos para que os fãs tirassem as próprias conclusões sobre a briga judicial envolvendo a atriz e Bolaños sobre os direitos da personagem: “Abordarei o tema dos ciúmes, as disputas entre os advogados… Agora prefiro não falar mais para que quem ler o livro, através do texto, conheça a verdade de tudo que se passou e tenha a própria opinião. Tudo vai estar no livro”, completou.

Durante a entrevista, o ator ainda falou sobre a última conversa com Bolanõs: “Recordo que a última vez que conversamos. Foi ao telefone e disse: ‘Roberto, se existe alguma coisa que eu possa fazer por ti, diga-me’, questionou. Ele respondeu: ‘Você já está fazendo ao me ligar’”.

Matéria Original: G1.com

 

Prefeitura de Itabuna prorroga situação de emergência por mais 180 dias devido à seca

Prefeitura de Itabuna prorroga situação de emergência por mais 180 dias devido à seca

A indústria e o comércio foram afetados, a população é atendida com água salgada e o Conjunto Penal não está recebendo novos presos

O decreto que colocou Itabuna em situação de emergência foi prorrogado por mais 180 dias. Desde outubro, a cidade sofre as consequências da falta de abastecimento de água por conta da seca e, em dezembro de 2015, teve situação de emergência decretada. Além de afetar a população em geral, que, quando existe abastecimento, vê água salobra sair de suas torneiras, a crise hídrica atinge os diversos setores do município, seja agrícola, industrial e o comércio.

“Com a agricultura e a indústria afetadas, o dinheiro deixou de circular na cidade. Isso acabou atingindo em cheio o comércio, que teve redução da margem de lucro. As consequências são galopantes”, disse nesta terça-feira (7) ao CORREIO Ronaldo Abude, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (Acei).

Segundo o site da Agência Brasil, a estiagem praticamente esgotou a captação de água nos rios Salgado e Colônia, além do rio Almada que, devido à ausência de chuva, reduziu em 97% a capacidade da Estação de Rio do Braço, uma das que distribuem água para a cidade. De acordo com o decreto renovado, do dia 3 de junho, “os danos provocados pela maior estiagem da história da região vêm impactando diretamente a normalidade da distribuição e fornecimento de água potável para a população de diversos bairros, povoados e distritos” de Itabuna.

Escolas, hospitais e prédios públicos mudaram suas rotinas e tiveram os seus custos ampliados pela compra de água mineral. Até o presídio local, o Conjunto Penal de Itabuna, parou de receber presos por conta da falta d´água. Uma liminar concedida pela Justiça contra a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) e o Município de Itabuna determinou o abatimento dos valores das contas de água em 60%, ou seja, ao consumidor apenas deverá ser cobrado em 40% do valor inicial do consumo. A medida vale até que se restabeleça o fornecimento de água potável.

Concessão
Devido ao agravamento da crise hídrica em Itabuna, a prefeitura abrirá um processo de concessão da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), por até 20 anos, por conta da queda de receitas e do aumento de despesas ocasionadas pela seca na região.

As dívidas da Emasa chegam a R$ 80 milhões, situação provocada pelo agravamento da estiagem, já que os custos de operação de carros-pipa e a aquisição de reservatórios são de responsabilidade da empresa. A situação não é pior, diz a prefeitura, porque desde abril os governos federal e estadual investem cerca de R$ 1,7 milhão por mês.

Qualquer empresa do país poderá adquirir o direito de administrar a Emasa, a partir da concessão. O edital só deve ser publicado caso a proposta seja aprovada na Câmara de Vereadores de Itabuna. Mas já foi adiantado que os níveis de emprego e o investimento na captação, tratamento e distribuição de água devem ser mantidos.

 

Matéria original: Correio234h

Fórum realizado na Associação Comercial discute a Amazônia Azul e a Baía de Todos os Santos

Fórum realizado na Associação Comercial discute a Amazônia Azul e a Baía de Todos os Santos

O conceito de Amazônia Azul e sua importância foram debatidos na palestra do ex-comandante da Marinha

A Baía de Todos os Santos (BTS) tem, reconhecidamente, um grande potencial econômico, cultural e ambiental, que para se transformar em realidade e beneficiar comunidades, precisa ter uma governança unificada para garantir a sua preservação.

Esta é a mensagem do II Fórum Internacional sobre Gestão de Baías, que aconteceu na tarde de ontem, na sede da Associação Comercial da Bahia (ACB), no  Comércio, Centro de Salvador. O evento, que foi promovido pela ACB em parceria com o CORREIO e o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), fez parte da programação da Semana do Meio Ambiente.

“A formalização de uma Agência de Gestão é a prioridade para que a Baía de Todos os Santos desenvolva seu potencial, o que beneficiará todo o seu entorno. Para nós, o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade são faces da mesma moeda”, declarou o presidente da ACB, Luiz Fernando Queiroz.

Segundo ele, no caso da BTS, a agência deve ter a participação dos governos federal, estadual e dos municípios do entorno e do Ministério Público da Bahia.

“O MP tem o papel constitucional de fiscalizar o cumprimento da lei e de garantir a defesa do meio ambiente e dos direitos fundamentais. A BTS é um ativo ambiental fantástico  e ela precisa de fato de governança global e participativa para garantir sua preservação ambiental”, concordou  a representante do MP no evento, Cristina Seixas .

Segundo ela, a desigualdade entre os municípios do entorno da baía é tão grande, que há aqueles com níveis de desenvolvimento urbano iguais aos da África. “Queremos, a partir da constituição dessa governança, garantir a segurança tanto para os cidadãos que residem na região, quanto para os empreendimentos que desejam investir na baía”.

Presente no evento, o presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Júnior, destacou a importância  da BTS para o estado. “Trata-se de uma área com um potencial  imenso e que deve ser bem explorado. Esse debate é  útil tanto para os gestores estaduais quanto das prefeituras do entorno. Fornecerá subsídios para uma melhor exploração da atividade econômica, se preocupando obviamente com a sustentabilidade”.

Antonio Carlos Júnior destacou ainda que o debate sobre a BTS também se estenderá durante os seminários do Agenda Bahia, que começa em agosto. ”A Baía de Todos os Santos é uma das maiores do mundo e  essa discussão sobre a sua governança é essencial. Tenho certeza que o fórum continuará fomentando  grandes discursos e conteúdos para avançar sobre o que queremos da nossa baía”, completou Renata Magalhães, acionista e diretora do CORREIO.

O próximo passo na criação da Agência de Gestão, segundo o diretor da ACB, Eduardo Athayde, é buscar a formalização legal. “Precisa ser uma decisão conjunta. Estamos nessa articulação para trabalharmos de forma organizada e garantir a segurança jurídica das terras banhadas”, disse, lembrando que a BTS movimenta cerca de 70% do PIB estadual.

Amazônia Azul
O conceito de Amazônia Azul e sua importância foram debatidos na palestra do ex-comandante da Marinha, o almirante de Esquadra Guimarães Carvalho. “O mar é a nossa principal via de comércio exterior – por onde acontecem 95% das negociações comerciais. É uma área de extrema importância e por onde circulam riquezas, que precisam ser valorizadas”, afirmou o almirante.

O Amazônia Azul é uma iniciativa da Marinha para delimitar uma área  superior à metade do território terrestre do país, com biodiversidade maior do que a da Floresta Amazônica.

Orla do Subúrbio será reformada
Salvador  vai receber US$ 105 milhões por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo–Prodetur. E parte desse recurso será investida na Baía de Todos os Santos, por meio da requalificação da orla do Subúrbio.“Metade do recurso será oriunda de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e a outra metade será de recursos da prefeitura municipal”, explica o secretário municipal de Cultura e Turismo de Salvador, Érico Mendonça. Segundo ele, os investimentos irão fortalecer o turismo cultural, melhorar as estruturas de atendimento ao turista e gerar empregos.

Além das intervenções no entorno da baía, o projeto também  prevê a requalificação da orla de Stella Maris a Ipitanga, intervenções na Avenida Sete de Setembro, criação do Museu do Arquivo Público, elaboração do Plano de Desenvolvimento Turístico das Ilhas, assim como ações de marketing e promoção de Salvador. “Estamos em fase final da negociação, aguardando a autorização do Senado. Nossa expectativa é que essa liberação aconteça até  agosto”, disse Mendonça.

Prodetur Bahia
O governo estadual, por meio da Secretaria de Turismo, também irá investir, por meio do Prodetur Bahia, US$ 84,7 milhões em intervenções e estudos para qualificar o turismo náutico na Baía de Todos os Santos (BTS).

“Deste recurso, US$ 50 milhões serão do BID e US$ 34,7 milhões de contrapartida estadual”, afirmou o secretário de Turismo do estado da Bahia, Nelson Pelegrino. “Com esses investimentos, queremos que o nosso estado, por meio da Baía de Todos os Santos, seja a porta de entrada do turismo náutico no Brasil. O investimento do Prodetur será aplicado em Salvador, nos 17 municípios do entorno da baía e no estuário do Rio Paraguaçu”.

Entre as intervenções, estão previstas a recuperação de atracadouros já existentes e   a construção de nove bases náuticas e pontos de apoio, que terão píer de atracação, posto de combustível, restaurante, lan house e vão oferecer o aluguel de equipamentos para a prática de esportes náuticos.

O programa também prevê a revitalização de museus, qualificação de mão de obra, além da construção de um SAC náutico, para agilizar os trâmites das embarcações internacionais.

Atlas sistematiza informações sobre a baía
Dados sistematizados sobre a baía por onde circula mais de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) baiano compõem o Atlas Socioambiental do Recôncavo baiano, lançado ontem durante o II Fórum Internacional sobre Gestão de Baías, na Associação Comercial da Bahia (ACB).

Organizado pelas professoras da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Tania Mascarenhas Tavares e Daria Maria Cardoso Nascimento, o material vai colaborar na construção das políticas públicas e no desenvolvimento sustentável da região banhada pela Baía de Todos os Santos.

“O atlas traz para o público informações que estavam dispersas em dissertações de mestrado e teses de doutorado de mais de 30 acadêmicos. Aqui, esses dados estão organizados  e consolidados a partir da mesma base cartográfica”, explica Tania Mascarenhas Tavares.

Dentre os 91 mapas gerados para o documento, estão presentes informações de instituições oficiais como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia (SEI), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Radar da Amazônia (Radam Brasil), todas em um recorte específico para a região.

Orla do Subúrbio será reformada
Salvador  vai receber US$ 105 milhões por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo–Prodetur. E parte desse recurso será investida na Baía de Todos os Santos, por meio da requalificação da orla do Subúrbio.“Metade do recurso será oriunda de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e a outra metade será de recursos da prefeitura municipal”, explica o secretário municipal de Cultura e Turismo de Salvador, Érico Mendonça. Segundo ele, os investimentos irão fortalecer o turismo cultural, melhorar as estruturas de atendimento ao turista e gerar empregos.

Além das intervenções no entorno da baía, o projeto também  prevê a requalificação da orla de Stella Maris a Ipitanga, intervenções na Avenida Sete de Setembro, criação do Museu do Arquivo Público, elaboração do Plano de Desenvolvimento Turístico das Ilhas, assim como ações de marketing e promoção de Salvador. “Estamos em fase final da negociação, aguardando a autorização do Senado. Nossa expectativa é que essa liberação aconteça até  agosto”, disse Mendonça.

Prodetur Bahia
O governo estadual, por meio da Secretaria de Turismo, também irá investir, por meio do Prodetur Bahia, US$ 84,7 milhões em intervenções e estudos para qualificar o turismo náutico na Baía de Todos os Santos (BTS).

“Deste recurso, US$ 50 milhões serão do BID e US$ 34,7 milhões de contrapartida estadual”, afirmou o secretário de Turismo do estado da Bahia, Nelson Pelegrino. “Com esses investimentos, queremos que o nosso estado, por meio da Baía de Todos os Santos, seja a porta de entrada do turismo náutico no Brasil. O investimento do Prodetur será aplicado em Salvador, nos 17 municípios do entorno da baía e no estuário do Rio Paraguaçu”.

Entre as intervenções, estão previstas a recuperação de atracadouros já existentes e   a construção de nove bases náuticas e pontos de apoio, que terão píer de atracação, posto de combustível, restaurante, lan house e vão oferecer o aluguel de equipamentos para a prática de esportes náuticos.

O programa também prevê a revitalização de museus, qualificação de mão de obra, além da construção de um SAC náutico, para agilizar os trâmites das embarcações internacionais.

Atlas sistematiza informações sobre a baía
Dados sistematizados sobre a baía por onde circula mais de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) baiano compõem o Atlas Socioambiental do Recôncavo baiano, lançado ontem durante o II Fórum Internacional sobre Gestão de Baías, na Associação Comercial da Bahia (ACB).

Organizado pelas professoras da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Tania Mascarenhas Tavares e Daria Maria Cardoso Nascimento, o material vai colaborar na construção das políticas públicas e no desenvolvimento sustentável da região banhada pela Baía de Todos os Santos.

“O atlas traz para o público informações que estavam dispersas em dissertações de mestrado e teses de doutorado de mais de 30 acadêmicos. Aqui, esses dados estão organizados  e consolidados a partir da mesma base cartográfica”, explica Tania Mascarenhas Tavares.

Dentre os 91 mapas gerados para o documento, estão presentes informações de instituições oficiais como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia (SEI), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Radar da Amazônia (Radam Brasil), todas em um recorte específico para a região.

Ainda de acordo com a coordenadora do estudo, o documento considerou como municípios do Recôncavo todos aqueles que fazem limite com a Baía de Todos os Santos (BTS). “O conceito mudou ao longo do tempo”, justifica. Vinte e dois  municípios foram estudados, levando em consideração seus pontos sociais, econômicos, geográficos e ambientais.

Para Tania, o atlas deve nortear também ações de gestão ambiental pelas autoridades governamentais. “O estudo irá ser um orientador na construção das políticas públicas para a região”.

Empresários baianos e cariocas formalizam parceria
As duas mais antigas instituições comerciais do país – as associações comerciais da Bahia (ACB) e do Rio de Janeiro (ACRJ) aproveitaram o fórum de ontem  para formalizar uma parceria para a construção das Agências de Gestão de suas baías: de Todos os Santos e de Guanabara.

Durante o evento, o presidente da ACB, Luiz Fernando Queiroz, assinou com o presidente ACRJ, Paulo Protasio, um protocolo de cooperação para dar seguimento ao trabalho conjunto e à troca de experiências.

“Somos duas instituições centenárias, guardiãs das nossas baías e com forte influência no desenvolvimento dos nossos estados. Ficamos muito honrados com esse convite e acredito que essa parceria é uma ótima ideia”, reforçou Protasio.

Um dos palestrantes do fórum, o gestor da Baía de Guanabara, Guido Gelli, disse que no caso do Rio, a ACRJ está formalizando um arcabouço jurídico de como a agência de gestão da Baía de Guanabara irá funcionar. “Teremos uma mesa decisória e um painel com informações atualizadas para identificar o que precisa ser feito, o que está sendo feito e qual o custo disso.

A transparência deste processo é tão importante quanto a transparência das nossas águas”, afirmou. Segundo ele, apesar da Baía de Guanabara ser quatro vezes menor do que a de Todos os Santos, muitas são as semelhanças. “Somos duas baías tropicais, com vocação para turismo, beleza cênica e prática de esportes”.

O evento também contou com a participação de Robert Summers, gestor da Chesapeake Bay, localizada no estado de Maryland, nos Estados Unidos. Ele explicou o trabalho de cooperação técnica que vem sendo realizado na recuperação da Baía de Guanabara.

“Acreditamos que o mais importante nesse processo é que as instâncias de governo, universidades, ONGs e sociedade civil trabalhem de forma conjunta por suas baías. É um trabalho complexo e de longo prazo e o cidadão precisa ser ativo neste processo”, pontuou. Mediador do painel, o professor da Ufba Sergio Faria destacou a importância da troca de experiências para pensar na gestão das baías.

 

 

Matéria original: Correio234h