Itapetinga: construção de mineroduto deverá gerar mais de 9 mil empregos

Itapetinga: construção de mineroduto deverá gerar mais de 9 mil empregos

Com o objetivo de buscar a autorização do município, para execução do Projeto Vale do Rio Pardo da SAM, que visa à produção de minério de ferro em Grão Mogol-Minas Gerais, com escoamento através do Porto Sul em Ilhéus, esteve no Gabinete Municipal, conversando com o Prefeito em Exercício, Alécio Chaves, o Sr. Gerado Magela Gomes, Diretor de Relações Institucionais da SAM e a gerente de Comunicação e Relacionamento, Gizelle Andrade Tocchetto.
“O Mineroduto é de 482 km, que parte dele passará em Itapetinga, na área rural, estávamos conversando com o Prefeito sobre as boas notícias da atualização desse empreendimento. Os proprietários de terra onde o mineroduto vai passar, serão negociados e eles receberão pagamento para permissão da passagem do Duto. Estamos na fase de licenciamento ambiental, deveremos receber a licença prévia ainda este ano, daqui mais ou menos um ano a LI e a previsão para descermos com a obra é início de 2017″, afirmou Geraldo Magela, que também informou que em parceria com o SESI serão realizados treinamentos aqui em Itapetinga e região, para disponibilidade da mão de obra e que precisarão de fornecedores na fase de construção do Duto, como de alimentação, equipamentos de segurança, transporte, além da mão de obra que será local.

Nos vinte dois municípios envolvidos no Projeto Vale do Rio Pardo, segundo ele, serão gerados cerca de 9 mil empregos diretos e indiretos na fase de construção do mineroduto.
Alécio Chaves, Prefeito em Exercício, ficou feliz com a novidades e reafirmou a disponibilidade do município no que for preciso. Os Secretários Robério Silveira (de Meio Ambiente), Sidinei Mendes (de Desenvolvimento Econômico e Agricultura),

Alécio Chaves, Prefeito em Exercício,

(de Governo) também participaram da reunião.

 

 

Matéria Original: Sudoeste24horas

Jovem faz sexo em ônibus e fotos são divulgadas nas redes sociais: “minha vida está um caos”

Jovem faz sexo em ônibus e fotos são divulgadas nas redes sociais: “minha vida está um caos”

Nas imagens, estudante aparece seminua ao lado de dois homens usando uniformes de cobrador e motorista de um coletivo do DF

A vida de uma estudante do Distrito Federal virou de cabeça para baixo depois que fotos dela em um momento íntimo foram divulgadas nas redes sociais. Nas imagens, a jovem aparece praticando atos sexuais dentro de um ônibus com dois homens que usam uniformes de rodoviários.

“Minha vida está um caos. Eu não consegui dormir, estou muito mal”, revelou a estudante em entrevista ao R7. “A minha família já está sabendo de tudo e meus pais estão preocupados, sem saber o que fazer”, comentou.  As fotos começaram a circular nas redes sociais nesta última terça-feira (26).

Desde então, a jovem ainda não conseguiu ir para a faculdade. Ela pretende abandonar os estudos porque está com medo da reação dos colegas de classe. A situação também é complicada no trabalho. Ela teme ter a imagem profissional afetada pela divulgação das fotos íntimas e deve pedir demissão.

“Eu não sei se minha chefe viu, eu não falei nada com ela, mas eu penso em dar um tempo do trabalho do mesmo jeito que vou fazer com a faculdade”, disse. Nas imagens, a estudante aparece seminua com dois rapazes vestidos com a roupa de motorista e cobrador do coletivo.

Ela disse que manteve contato com a dupla, mas que não autorizou a divulgação das fotos. ”Eu quero que eles sejam punidos, eu denunciei à delegacia e estou esperando uma ligação para saber sobre a investigação. E eu vou processar as redes sociais”, garante a estudante.

Ela afirma que o ato sexual ocorreu em um dos coletivos da Viação Pioneira. Ainda segundo a jovem, os funcionários que aparecem com elas foram demitidos após a divulgação das fotos. A empresa, no entanto, nega que a situação ocorreu em um dos ônibus, e não confirma se o motorista e o cobrador foram realmente dispensados.

 

 

Matéria Original: Correio 24h

Bandidos explodem banco e atacam viatura Polícia Militar em Pilar

Bandidos explodem banco e atacam viatura Polícia Militar em Pilar

O gerente esteve no local, junto com a PM, e constatou que os bandidos não conseguiram levar dinheiro, pois o cofre atingido só tinha documentos

Um grupo com 15 homens destruiu uma agência bancária na madrugada desta sexta-feira (29) em Pilar, distrito do município de Jaguarari, que fica a 409 quilômetros de Salvador. Segundo informações do 6º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Senhor do Bonfim), os bandidos chegaram na cidade por volta das 3h, armados com fuzil.

Metade do grupo atacou com tiros uma equipe da Polícia Militar, mas ninguém ficou ferido. Os outros bandidos seguiram para agência do Banco do Bradesco, onde usaram explosivos para destruir o cofre do banco. Eles fugiram em um veículo Toyota Hilux SW4, sentido ao Distrito de Andorinha.

Ainda de acordo com a polícia, o gerente esteve no local, junto com a PM, e constatou que os bandidos não conseguiram levar dinheiro, pois o cofre atingido só tinha documentos. Equipes do 6º BPM continuam fazendo diligências para identificar e localizar os suspeitos.

 

 

Matéria Original: Correio 24h

Túnel que seria usado para fuga é descoberto dentro de presídio de Ilhéus

Túnel que seria usado para fuga é descoberto dentro de presídio de Ilhéus

A passagem subterrânea foi encontrada durante uma revista surpresa

Uma revista de surpresa feita pela diretoria do Presídio Advogado Ariston Cardoso, em Ilhéus, revelou um túnel para fuga na manhã desta sexta-feira (29). Segundo informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o túnel foi encontrado após investigações internas feitos pelos agentes penitenciários.

A vistoria começou por volta das 6h e foi feita pelo diretor do presídio, major Gustavo Henrique Dantas Rebouças, e pelo tenente Gilvan Barbosa da Silva.

A passagem subterrânea foi aberta dentro de uma das celas e daria acesso à área externa da penitenciária, que fica na Avenida Governador Roberto Santos, no bairro Fundão. A Seap não soube informar a extensão do túnel, mas ponderou que o buraco era longo.

Nenhum detento conseguiu fugir. Os presos que estavam dentro da cela foram relocados. Uma sindicância foi aberta para investigar como os presos conseguiram os equipamentos para fazer a escavação.

Túnel já foi aberto em 2012
Em setembro de 2012. A polícia conseguiu frustrar uma fuga por túnel no mesmo presídio. Na época, cerca de 100 detentos que ocupavam o módulo 1 conseguiram fazer a escavação com iluminação e ferramentas artesanais. Ele já estava próxima ao muro que dá acesso à parte externa da carceragem.

 

 

Matéria Original: Correio 24h

Presos que lideraram greve de fome em Itabuna são transferidos

Presos que lideraram greve de fome em Itabuna são transferidos

Na terça-feira (26), 17 detentos do presídio de Feira de Santana também foram transferidos para a unidade prisional de Serrinha

Os 20 presos do Conjunto Penal de Itabuna, que lideraram a greve de fome de 48h, iniciada na segunda-feira (25), foram transferidos para outras unidades penais do estado. A transferência aconteceu na manhã desta quinta-feira (28).

Segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap), os detentos que cumprem regime fechado foram encaminhados para o presídio de Serrinha, a 173 km de Salvador, enquanto que os detentos do regime semi-aberto foram transferidos para Lauro de Freitas, na Região Metroplitana de Salvador.

A greve de fome foi orquestrada por 20 presos e cerca de 500 detentos de um mesmo pavilhão aderiram ao motim. Os presos protestavam contra a transferência de companheiros de pavilhão após rebelião ocorrida no presídio de Itabuna, em maio de 2014. A ação foi finalizada 48h depois, na manhã da quarta-feira (27).

Feira de Santana
Na terça-feira (26), 17 detentos do presídio de Feira de Santana também foram transferidos para a unidade prisional de Serrinha, após a rebelião que deixou nove presos mortos e outros quatro feridos na tarde do último domingo (24).

O motim tomou o Pavilhão 10 do Conjunto Penal, cujas 38 celas eram ocupadas por 336 presos, embora a capacidade seja de pouco mais de 150. Dados da Seap apontam que, até o último dia 19, haviam 1.467 presos no local, enquanto a capacidade é para 644.

 

 

Matéria Original: Correio24h

O preço da cerveja vai subir:

Aprovada MP que aumenta tributos sobre importados; preço da cerveja vai subir

Medida Provisória 668/15 aumenta impostos sobre produtos importados, incluindo produtos farmacêuticos e cosméticos

Em votação simbólica, o Senado aprovou nesta quinta-feira (28) a Medida Provisória (MP) 668/15, que aumenta impostos sobre produtos importados, incluindo cerveja, produtos farmacêuticos e cosméticos.

Como já foi aprovada pela Câmara, a proposta segue agora para sanção presidencial. Parte das medidas de ajuste fiscal enviadas pelo governo ao Congresso, a MP aumenta as alíquotas de duas contribuições incidentes sobre as importações: o PIS/Pasep e a Cofins.

A estimativa do governo é que, com a aprovação da MP 668, a arrecadação anual com importações aumente em R$ 1,19 bilhão a partir de 2016. Só neste ano, o impacto seria de R$ 694 milhões. Pelo texto aprovado, a alíquota do PIS-Pasep para a entrada de bens importados no país passa de 1,65% para 2,1%. No caso da Cofins, vai de 7,6% para 9,65%.

Como o texto perderia a validade na próxima segunda-feira (1º), caso não fosse votado, os senadores que eram favoráveis à MP não tiveram outra opção a não ser a de confirmar o mesmo texto aprovado pela Câmara dos Deputados no último dia 20.

O texto foi duramente criticado por causa da inclusão de mais de 20 temas que nada têm a ver com o texto original enviado pelo governo, conhecidos entre os parlamentares como “jabutis”.

Shopping do Parlamento
Graças a esses jabutis, o projeto de conversão (PLV 6/15) da Medida Provisória foi aprovado com a autorização para que o Legislativo possa fazer parcerias público-privadas. Com isso, está aberto o caminho para a construção do Shopping do Parlamento, ou Parla Shopping, conforme promessa feita pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A ideia de Cunha é que no local, que tem custo estimado em R$ 1 bilhão, seja construído um anexo com gabinetes mais luxuosos para os deputados, com lojas comerciais que poderiam ser exploradas pela iniciativa privada.

“É um escárnio à nação”, disse o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que justificou o voto favorável à medida para não prejudicar o objeto principal da MP.

Um dos senadores que mais reagiu à criação do Parla Shopping foi o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), que chegou a dizer que a construção do local abrigaria um motel. “Eu, se fosse Vossa Excelência [presidente do Senado, Renan Calheiros], quando chegasse isso da Câmara dos Deputados, eu devolvia para o presidente da Câmara”.

“Ele que vá construir Parla Shopping, motel, o que ele quiser construir, mas ele não pode construir a custa do conceito das instituições brasileiras e particularmente do Congresso. [...] Não podemos permitir esse balcão de negócios, essa vergonheira”, criticou Barbalho.

Em março deste ano, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), devolveu ao Executivo a MP que tratava da desoneração da folha de pagamento e sugeriu que o mesmo fosse feito com jabutis.

 

 

Matéria Original: Correio24h

Apagão deixa parte de Salvador no escuro nesta quinta (28)

Apagão deixa parte de Salvador no escuro nesta quinta (28)

Causa da interrupção do fornecimento não foi identificada

Uma queda de energia deixou parte de Salvador às escuras por volta das 17h50 desta quinta-feira (28). A interrupção de energia durou cerca de 5 minutos e atingiu diversas partes da cidade. Moradores da Barra, Imbuí, Campo Grande, Canela, Politeama até a região da Avenida Paralela sofreram com a interrupção.

Edifícios do Centro Administrativo da Bahia (CAB) utilizam energia de gerador. O Correio24horas entrou em contato com a Coelba, que ainda não havia identificado a causa da interrupção do fornecimento.

 

 

Matéria Original: Correio24h

VENDEDOR DENUNCIA: FINALIZEI CONSÓRCIO E NÃO RECEBI MINHA MOTO…

VENDEDOR DENUNCIA: FINALIZEI CONSÓRCIO E NÃO RECEBI MINHA MOTO…
| Postado Por SizinioNeto

 

O vendedor da Ricardo Eletro de Itapetinga, Hamilton Júlio Cardoso Santos, procurou a nossa reportagem esta semana e nos apresentou uma série de documentos que comprovam quitação de seu consórcio da DN MOTOS  E GRAN VITORIA MOTOS  de  Itapetinga – Bahia.

Até aí não há nada de anormal. O que todos imaginam é que após finalizar o Consórcio e comprovar a quitação, no mínimo tenha recebido seu veículo (Uma motocicleta da fabricante Yamaha). “Este tem sido um sonho que se transformou em pesadelo”, disse Hamilton ao se lembrar do seu dilema.

Hamilton entrou no Consórcio CCV DN MOTOS – GRAN VITÓRIA MOTOS de Itapetinga-Bahia em 50 (cinquenta) parcelas, todas devidamente pagas mediante comprovação, atestado pela própria empresa.

 

Desde o final do pagamento total do consórcio em 01/10/2013, há exatamente há um ano, Hamilton entrou em contato com a concessionária para a retirada do bem (a tão sonhada moto) e infelizmente não recebeu.

Vários contatos foram mantidos, várias tentativas, comprovação de documentos necessários, exigidos pela empresa, mas por enquanto, tudo em vão. O pior é que a empresa saiu de Itapetinga e apesar dos argumentos, nem um pouco convincente, Hamilton continua no prejuízo.

Abaixo, uma série de documentos que comprovam o pagamento total do bem, o reconhecimento por parte da empresa da quitação, porém a Motocicleta Yamaha não foi entregue conforme garantia do Contrato celebrado entre as partes (em anexo).

Um ano se passou e o vendedor Hamilton Cardoso continua a lutar pelos seus direitos e já acionou a justiça para rever seu bem, adquirido com muito sacrifício.

 

Ex-diretor da Petrobras, Cerveró é condenado a cinco anos de prisão

Ex-diretor da Petrobras, Cerveró é condenado a cinco anos de prisão

Condenação é por lavagem de dinheiro referente a um apartamento no RJ.
Defesa diz que irá recorrer da sentença, publicada nesta terça-feira (26).

O ex-diretor da área Internacional da Petrobras nestor Cerveró foi condenado a cinco anos de prisão – em regime, inicialmente, fechado –  pelo crime de lavagem de dinheiro. A decisão do juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, é da tarde desta terça-feira (26). Esta é a primeira condenação de Cerveró, que também é réu em mais uma ação penal e já está preso em Curitiba.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Nestor Cerveró adquiriu para si, mas em nome de uma empresa, um apartamento de luxo no Rio de Janeiro com dinheiro que recebeu como propina na Petrobras – a acusação de recebimento de propina é apurada no outro processo. Cerveró simulou um contrato de locação do próprio imóvel para justificar o uso, de acordo com a denúncia.

O imóvel, localizado no Rio de Janeiro, no bairro de Ipanema, foi adquirido por R$ 1,532 milhão pela empresa Jolmey. Conforme a denúncia, a offshore foi constituída no Uruguai por Cerveró e o advogado uruguaio Oscar Algorta, e posteriormente no Brasil, quando ingressou no país com capital de R$ 2,6 milhões. O dinheiro foi utilizado, segundo os procuradores, para adquirir o apartamento, para empreender uma reforma de R$ 690 mil no imóvel, e para bancar impostos e honorários de advogados.

Algorta também era réu neste mesmo processo criminal, sendo acusado de ter lavado parte do dinheiro desviado com a compra do apartamento em nome da offshore. Porém, como reside no exterior, a ação contra ele foi desmembrada deste processo.

Atualmente, o apartamento está avaliado em R$ 7,5 milhões, segundo o MPF. Na sentença, Moro determinou o confisco do imóvel e que, após alienação, o produto da venda seja revertido à Petrobras, apontada como vítima dos crimes antecedentes à lavagem de dinheiro.

O advogado que representa Nestor Cerveró no processo, Edson Ribeiro, afirmou ao G1 que discorda do conteúdo da sentença, e que irá recorrer. Questionou, ainda, a rapidez com que a sentença foi publicada, uma vez que as alegações finais de Cerveró foram apresentadas pela defesa apenas após as 22h de segunda-feira (25).

“Eu estranho justamente essa rapidez. Todos nós dormimos pelo menos umas seis horas, oito horas. Então, em sete horas foram lidas as alegações e apresentada uma sentença com 50 e poucas páginas. Denota-se que a sentença já estava pronta, aguardava apenas a formalização da entrega pela defesa e mais nada. Esse é um fato de relevo”, afirmou o advogado, que disse ainda que o caso demonstra “total desprezo pelo devido processo legal”.

Outro processo
Cerveró foi preso em janeiro ao desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro. Desde então, está detido na carceragem da superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. Ele passou a ser réu na Lava Jato em dezembro do ano passado juntamente com Fernando Soares, lobista conhecido como Fernando Baiano, apontado como um dos operadores do esquema de corrupção na estatal; e Júlio Camargo, executivo da Toyo Setal.

Eles são acusados de participação em crimes como corrupção contra o sistema financeiro nacional e lavagem de capital entre 2006 e 2012, conforme a denúncia. Além deles, o doleiro Alberto Youssef também virou réu nesta ação penal.

De acordo com o MPF, Fernando Baiano e Nestor Cerveró são suspeitos de receber US$ 40 milhões de propina nos anos de 2006 e 2007 para intermediar a contratação de navios-sonda para a perfuração de águas profundas na África e no México. Fernando Baiano era representante de Nestor Cerveró no esquema, ainda segundo a denúncia.

Nestor Cerveró e Fernando Baiano respodem por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além destes crimes, Júlio Camargo responderá por evasão fraudulenta de divisas e fraudes em contratos de câmbio. Nesta ação, Youssef responde apenas por lavagem de dinheiro.

 

 

 

 

Matéria Original:G1.com

Professor é preso após deixar alunos fazerem sexo em sala de aula

Professor é preso após deixar alunos fazerem sexo em sala de aula

O professor ensinava matemática em uma escola do ensino médio. Caso acontece no estado da Geórgia, nos Estados Unidos

Um professor dos Estados Unidos foi preso por permitir que alunos fizessem sexo em um armário na sala de aula. O caso aconteceu no condado de Dehald, no estado da Geórgia. Quinton Wright, 25 anos, ensinava matemática na escola do ensino médio Champion Theme Middle School.

Ele foi demitido e preso após a mãe de um aluno flagrar a troca de mensagens entre o docente e o filho, um estudante de 14 anos. ”Não consegui acreditar quando li as mensagens”, disse a mãe de um dos garotos à emissora WSB.

“Basicamente, ele permitia que os alunos fizessem sexo no local. Ele disse para o meu filho: ‘Você pode fazer das 7h30m até umas 8h30m. Você disse para a menina o que vai rolar? Que ela não pode contar para ninguém?’ É repugnante e desanimador, porque você confia nos professores quando deixa seus filhos na escola”, comentou a mãe.

Indignada, ela retirou o filho da escola e entrou em contato com a direção do estabelecimento, que chamou a polícia após demitir Quinton. O professor de matemática foi preso no final desta última semana, e a fiança dele foi estabelecida pela Justiça em US$ 16 mil, cerca de R$ 50 mil reais.

 

 

 

Matéria Original: Correio24h